Os primeiros microcontroladores apareceram comercialmente ainda na década de 1970, logo após a popularização dos microprocessadores.

O conceito de microcontrolador define um chip (invólucro) que engloba os componentes básicos necessários para um sistema microprocessado funcionar. Como foi visto na aula anterior, o microprocessador é o componente central de um sistema de processamento, mas ele sozinho não tem utilidade prática. É necessário que ele tenha alguns outros componentes periféricos para realizar funções mínimas.

Estes componentes são basicamente as memórias, as interfaces de entradas e saídas, um sistema gerador de clock e um sistema gerador de reset.

Existem várias empresas que fabricam microcontroladores. As mais conhecidas e utilizadas são Microchip, que fabrica a linha PIC, e Atmel que fabrica a linha Atmega. Neste curso iremos abordar mais afundo o microcontrolador ATMega328 que está presente na placa do Arduino.

Nas próximas aulas iremos detalhar melhor alguns dos componentes básicos presentes em microcontroladores.

Até lá.